Quem passou por aqui

sábado, 27 de julho de 2013

Xis da questão

A gente grita, xinga,
ri, chora e debate.
Bebe, briga... E luta,
como quem vê a vida
feita da seriedade plena

que há numa
gargalhada!


Luiz Augusto Rocha

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Rangidos

Os ossos de meu avô,
como os móveis de casa,
estalavam à noite,
profunda madrugada.

Quando batiam às seis,
rangiam novamente
para aquietarem-se
durante todo o dia.

Resta o silêncio deles
que já não rangem mais
na madrugada funda
de velhos móveis e ossos.

Luiz Augusto Rocha

terça-feira, 16 de julho de 2013

Conversa fiada

O pouco que me contenta,
quase que me deixa louco.
Dando eco a este grito rouco,
sufoco o que me atormenta.

Digo tanto faz,
e eu mesmo não sigo.
Não vejo o perigo
que carrego em paz.
 
As maiores redondilhas,
as menores redondilhas:
nem todas as redondilhas
transformam em continente (um conjunto de ilhas).

Não tem rima alguma
que faça sentido.
Verso derretido,
palavra nenhuma (a mínima redondilha).

Luiz Augusto Rocha

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Uma cidade

plantas paus pedras planícies
pobres putas padres pastores
proprietários propriedades políticos palanques
pastos prédios placas praças
polícias pobres policiais putas
políticos padres palanques pastores
proprietários plantações propriedades planícies
palacetes prisões palafitas posseiros
paratis pitos parangas parasitas
professores profissionais passageiros poleiros
passantes pistoleiros pagantes prisioneiros
pretensões possibilidades palavras
pessoas

Luiz Augusto Rocha