Quem passou por aqui

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Eu e o espelho

Uma boca sem sorriso,
uns olhos sem lágrimas,
o chão sem terra.
 
Quando me peguei
olhando para o espelho,
vi uns pedaços de mim.
 
Por mais que tentasse
deter os olhos naquilo,
não senti muita coisa.
 
Fitei um tempo a minha imagem,
não posso me chamar de Dorian Gray.
Envelheci uns dias mais outros menos...
 
Desta vez não consegui sorrir,
muito menos chorar pelo que vi.
A consciência disso tirou meu chão.

Luiz Augusto Rocha

Nenhum comentário: