Quem passou por aqui

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Não cabe num poema

um cigarro na sacada,
uns risos frouxos,
um abraço na calçada,

um pão com mortadela,
uns olhos roucos de ouvir,
um pé de unhas cortadas,

um dia muito longo,
uns dias muito curtos,
um algodão-doce azul,

um carro de mudança,
uns copos de cerveja,
um peito repleto

de tudo aquilo
que não cabe
num poema.


Luiz Augusto Rocha, para Letícia.

Nenhum comentário: