Quem passou por aqui

sábado, 15 de dezembro de 2012

Poeminha geométrico

São tantos lados tão vastos,
que um polígono aberto
era tão pouco.

Luiz Augusto Rocha


Nenhum comentário: