Quem passou por aqui

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Um clichê

Escrever é um ato de angústia,
ou melhor, motivado pela angústia.
De que adianta escrever, se tudo
é tão bobo, tão feliz?

A felicidade não motiva ninguém
a sair da inércia de ser o mesmo.
A plenitude é um não-estado
em que deixamos de existir.

Por mais bobo e feliz que seja o verso,
ele é fruto de uma angústia imensa.
Só que ele transforma o mundo
e me torna mais humano.

Luiz Augusto Rocha

Nenhum comentário: