Quem passou por aqui

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Quase-me

Fui quase um herói de guerra.
Estive quase perto do presidente.
Tive quase a grande sorte da loteria.
Escrevi quase um poema eterno,
mas que perdeu-se de si.

O que me angustia mesmo
é esquecer-me no quase,
dançando nos olhos
dos olhos alheios.

Luiz Augusto Rocha

Nenhum comentário: